segunda-feira, 1 de junho de 2015

Mindfulness - a necessidade de concentrar-se em tudo que você faz ou pensa.

A mensagem na ilustração diz:
"Insista em concentrar-se no presente". 

O "mindfulness"
vem sendo
amplamente indicado
como importante prática de exercícios mentais 
para todas as pessoas.


No Brasil, a expressão inglesa "mindfulness" vem sendo interpretada como "atenção plena". Não significa apenas isto, pois "mindful", dependendo do contexto, pode significar "atento(a)" ou "consciente". Portanto, "mindfulness" é uma palavra que , de forma resumida, significa "plenitude da consciência". Ultimamente a palavra "mindfulness", inclusive no Brasil, vem sendo usada como o nome de um processo que está fazendo parte da medicina comportamental com o objetivo de reduzir o estresse. É uma forma específica de exercícios de atenção plena através da concentração mais absoluta possível sobre o momento atual, intencional e sem julgamento. É esta, resumidamente, a mensagem contida na frase "Strive to fucus on the present". Sob o ponto de vista da medicina, "mindfulness" designa um estado mental ou psicológico, um conjunto de técnicas ou exercícios mentais ou programas de treinamento estruturalmente baseados nessas mesmas técnicas.
O Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde é uma entidade que promove cursos de treinamento e qualificação para profissionais da área de saúde formarem grupos capacitados para atendimento a pacientes aplicando as técnicas de mindfulness para promover a saúde. Segundo a instituição, é importante observar que a aplicação dos grupos tem que ser condicionada à competência profissional específica para se trabalhar com o público-alvo específico. Para isto, o Centro destaca que é necessário o profissional conhecer conceitos, definições, mecanismos e efeitos benéficos de mindfulness para a saúde, vivenciar as principais técnicas, desenvolver práticas pessoais e regulares de mindfulness e desenvolver habilidades e competências profissionais para oferecer grupos capacitados em mindfulness aplicado à promoção da saúde baseando-se no modelo MSBR ("Mindfulness-based Stress Reduction" - "Redução do Estresse baseada em Mindfulness"). 
Para um leigo entender melhor do que se trata, deve-se explicar que o mindfulness é uma referência a um estado mental caracterizado pela auto-regulação da atenção para a experiência presente, numa atitude dirigida a todos os fenômenos (pensamentos, fantasias, recordações, emoções, sensações, etc.) que se manifestam na mente consciente, aceitando-os como eles são. O treinamento desta forma de atenção plena se dá geralmente através de técnicas de meditação e exercícios relacionados a elas. Segundo os especialistas, isto permite que a pessoa tenha uma maior tomada de consciência de seus processos mentais e de suas ações. 
Originalmente considerada apenas como um conceito de meditação do budismo, a atenção plena é atualmente vista como algo muito importante na psicoterapia. A finalidade é tratar os problemas psicológicos como depressão, ansiedade, dificuldade de relacionamento e outros de origem mental. O processo tem que ser efetuado por um profissional especializado em psicoterapia (isto é, um psicoterapeuta, que pode ser um psiquiatra ou um psicólogo), e pode ocorrer como terapia comportamental dialética ou como terapia de aceitação de compromisso. 
A terapia comportamental dialética é desenvolvida especificamente para o tratamento de transtornos de personalidade limítrofe. A característica principal desses transtornos costuma ser um padrão de comportamento marcado pela impulsividade. É quando, por exemplo, durante uma compra, uma pessoa paga o preço sem fazer qualquer questionamento, mesmo que o produto à venda (um móvel, uma peça de vestuário, um par de calçados, o que for) esteja muito caro. Também são caraterizados por instabilidade de afeto, relacionamentos interpessoais e da forma como a pessoa interpreta a si mesma.
A terapia de aceitação e compromisso ("ACT", do nome em inglês, "Acceptance and commitment therapy") é aplicada por meio de intervenções baseadas, por um lado, em princípios de aceitação plena combinados entre si e, por outro lado, com os princípios de compromisso com objetivos e valores e de mudanças de comportamento. Desta forma, a intenção é aumentar a flexibilidade psicológica do cliente ou paciente. 


Observação importante:
Para obter informações mais precisas, esclarecimento de dúvidas, etc., consulte um especialista (psicoterapeuta).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por prestigiar este blog. Seus comentários sempre serão muito importantes.