terça-feira, 11 de agosto de 2015

Produtos da Vale e da Petrobras Obtêm Preços Baixíssimos no Comércio Exterior

As quedas
nos preços de seus produtos
causaram queda drástica
do Brasil
no comércio exterior.



As quedas nos preços de seus produtos foram as mais drásticas nos últimos dez anos. No primeiro semestre de 2015, as duas maiores empresas exportadoras do Brasil responderam por apenas 11% dos valores do que o país exportou. Com isto, a mineradora Vale e a petroleira Petrobras, principais responsáveis pelo desempenho do Brasil no comércio exterior, tiveram uma forte redução em sua representatividade. Para se ter uma ideia do que essa redução representa, basta dizer que as duas empresas formam responsáveis por quase um quarto do total de exportação realizado no primeiro semestre de 2011.
Segundo a Folha de S. Paulo, 2011 foi o ano em que o Brasil obteve um recorde nas exportações. Porém, de janeiro a junho deste ano, o país obteve US$ 16,2 milhões a menos em relação aos valores conseguidos por outros países no período de janeiro a junho de 2014. Cerca de 43% dessa queda foram causados pela queda das receitas da Petrobras e da Vale nesse período. Esta é a primeira vez que isto ocorre desde 2006.
Entre as duas empresas, a que sofreu perdas maiores foi a Vale. Apesar de sua produção ter aumentado, o preço médio da tonelada de ferro vendida pelo Brasil no primeiro semestre deste ano foi de US $ 42,69. No primeiro semestre do ano passado, foi de US$ 89,55. Consequentemente, a Vale acumulou um prejuízo de R$ 4.3 milhões que se contrapõe ao lucro de R$ 9,1 bilhões obtido no primeiro semestre de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por prestigiar este blog. Seus comentários sempre serão muito importantes.